OBERO'N'N – Engenharia de Sistemas

Câmeras (C.F.T.V.)

Sistema de CFTV

Circuito Fechado de Televisão (C.F.T.V.) é uma tecnologia de alta performance, baseada no videomonitoramento de ambientes através de câmeras analógicas, digitais ou IP, que auxiliam em tomadas de decisões, prevenindo incidentes de segurança, vandalismos e outras ocorrências.

Esse sistema se difundiu muito nos últimos anos, em função da insegurança nas grandes cidades.

A opção pela utilização do videomonitoramento já é uma realidade cada vez maior, onde para a implantação do sistema é inicialmente realizado um mapeamento do local, de modo que a escolha dos pontos a serem instaladas essas câmeras seja de suma importância, pois este estudo identifica as áreas de maior vulnerabilidade. De maneira simplificada, trata-se da instalação de câmeras em pontos estratégicos de vários ambientes a serem monitorados 24 horas, e as imagens captadas são transmitidas para um ou mais pontos de visualização no local, podendo também ser enviadas via internet para uma central remota de videomonitoramento.

Outra possibilidade é a visualização dessas imagens através de aplicativos em smartphones e tablets, ou softwares dedicados para computadores. Com a evolução dos sistemas e novos recursos, o C.F.T.V. não se trata mais de um simples fornecedor de imagens e gravações, os equipamentos atuais possuem tecnologia e inteligência que permitem o reconhecimento facial, a leitura da temperatura de um indivíduo e outras funcionalidades, de modo que os usuários e operadores consigam obter informações dessas imagens em tempo real, antecipando-se a possíveis incidentes e comportamentos indevidos, possibilitando também recuperar e visualizar registros de eventos ocorridos como provas de uma ocorrência, tornando-se com isso um investimento vantajoso na área de segurança eletrônica.

Principais equipamentos que integram um sistema de CFTV
Independente do sistema escolhido entre as várias tecnologias existentes como a analógica, digital HD, Full HD, 4K ou IP, faz parte de um projeto os seguintes equipamentos:

CÂMERAS
Além de escolher a tecnologia do CFTV a ser implantado, é importante saber quais tipos de câmeras são as mais adequadas para se instalar, pois cada uma tem suas particularidades diferenciadas. Vamos detalhar a seguir alguns dos modelos mais utilizados:

Dome
Utilizada em áreas internas e externas de imóveis, e também em elevadores, por ter um formato arredondado comparado com uma bolha, seu tamanho pequeno e discreto proporciona um fino acabamento. Possuem lentes com ângulo de abertura que variam de 90 à 120 graus que permite uma visualização mais ampla com boa nitidez, e sensor infravermelho interno para áreas sem luminosidade.

Fisheye
Utilizada em áreas internas de imóveis, tem o formato de um disco, com tamanho pequeno. Comumente instaladas no teto, sua lente proporciona um ângulo de visualização de 360 graus, permitindo uma área de cobertura de imagem mais ampla com nitidez. Possui sensor infravermelho interno incorporado para áreas sem luminosidade.

Bullet
Indicada para áreas externas, tem seu formato cilíndrico e robusto, e lentes com ângulo de abertura que variam de 30 à 90 graus, permitindo com isso imagens mais focadas para longas distâncias e com boa nitidez. Possui sensor infravermelho interno que proporciona uma ótima visualização em locais sem iluminação.

Panorâmica ou Pantilt PTZ
Indicada para grandes áreas externas, seu formato é arredondado e robusto. Essas câmeras possuem movimentos giratórios de 360 graus na horizontal e 180 graus na vertical e também pontos de setups pré-programados para controle de ronda. Suas lentes com ZOOM motorizado de longo alcance proporciona ângulos de abertura que variam de 10 à 150 graus, permitindo com isso imagens mais focadas e nítidas em longas distâncias. Contém infravermelho interno que permite captar imagens em locais com baixa luminosidade ou sem nenhuma iluminação.

Térmica
Indicada tanto para áreas internas quanto externas, tem um formato cilíndrico e robusto. Essas câmeras possuem lentes com ângulo de abertura que variam de 30 à 90 graus com sensor térmico interno, permitindo com isso detectar pontos com variação de calor em ambientes ou pessoas. É muito utilizada no setor militar e hoje já tem sua aplicação também na área civil principalmente em aeroportos, portos, controle de fronteiras e outros.

Quando se faz o videomonitoramento de ambientes internos também pode-se optar por câmeras com microfone incorporados, que captam o áudio no local. Porém é necessário ter uma autorização judicial já que não é permitido por lei a gravação de áudio sem a devida autorização.

Lentes
Todas as câmeras necessitam de lentes para captarem imagens nítidas e que possibilitem aproximações na identificação. As mais comuns são as lentes fixas, que captam as imagens num ângulo de visão com maior amplitude e melhor foco, de acordo com a necessidade do local a ser instalada. As lentes com auto íris eletrônico compensam a variação da luminosidade do ambiente, obtendo imagens mais nítidas mesmos com mudanças bruscas de iluminação.

GRAVADORES DE IMAGENS

DVR
O Digital Vídeo Recorder (DVR) é um aparelho muito utilizado, pois tem um bom custo-benefício. Eles oferecem várias funcionalidades de acordo com o modelo:

• Armazenamento das imagens em alta definição;
• Monitoramento em tempo real;
• Backup dos arquivos em HDs externos ou em nuvem;
• Acesso às imagens das câmeras em horários específicos;
• Visualização do sistema de CFTV por meio de celulares e tablets, etc.

NVR
O Network Vídeo Recorder (NVR) é bem parecido com o do DVR. Ele permite a integração e gravação de todas as câmeras em um mesmo aparelho. A diferença entre eles é que o NVR utiliza a tecnologia IP. Dessa forma, as câmeras são ligadas ao aparelho através de uma rede interna de cabos UTP ou por uma rede Wireless, possuindo maior espaço para gravação.

HVR
O Hybrid Video Recorder (HVR) é uma junção de todas as tecnologias mencionadas acima, como o nome “híbrido” sugere. Dessa forma, ele admite câmeras analógicas, AHD, HD, Full HD e IP no seu sistema. É indicado para quem quer continuar usando as câmeras analógicas mais antigas e deseja incrementar no conjunto outras com tecnologia mais moderna.

Além da escolha de boas câmeras e um bom sistema de armazenamento, com um software para gerenciar e centralizar as imagens, são indispensáveis também para compor um sistema de CFTV outros equipamentos como no-break’s com ampla autonomia, internet com boa velocidade e monitores de alta definição, além da implantação de uma infraestrutura com tubulações e eletrocalhas independentes, de modo a formar uma rede adequada de cabeamento para que não haja interrupções ou falhas.

Diante das várias opções, o importante é sempre procurar a orientação de um profissional da área ou empresa especializada, a fim de conhecer todos os detalhes para seu projeto antes de escolher o melhor sistema de câmeras que serão instaladas, com o objetivo de fazer um bom investimento, e que traga resultados eficazes.

A Oberonn Engenharia elabora projetos e integra soluções personalizadas para sistemas de CFTV.

Veja também:

Solicite um orçamento!

Open chat